Existem diversos tipos de articulações no nosso corpo, que podem ser classificadas pela complexidade articular, pelo número de eixos presentes em seu movimento e pela capacidade de realizar movimentos. A articulação do ombro, ou coráco-umeral, é uma articulação do tipo Diartrose Esferoidal, ou seja, é uma estrutura das mais complexas, revestida por uma bolsa cartilaginosa e lubrificada por uma substância conhecida por líquido sinovial, sendo capaz de realizar inúmeros movimentos, por ter uma configuração esférica.

Justamente por realizar diversos movimentos e por ser bastante complexo, o ombro é uma das estruturas que mais incomodam os praticantes de musculação. Queixas de dores no Ombro são constantes e aparentemente é o maior desconforto nas salas de academias.

Um dos fatores que podem incidir sobre as dores ou possíveis lesões de ombro, é a flexibilidade. Pesquisas confirmam que os riscos de lesões articulares são maiores quando a flexibilidade da articulação é muito baixa, muito alta ou muito diferente entre os lados dominantes.

São vários os tipos de lesões ou patologias articulares. As entorses, bastante comuns no tornozelo, se caracterizam pelo estiramento ou laceração de ligamentos ocasionados por uma torção anormal dos ossos articulares, tendo como sintomas dor e inchaço.

Porém as lesões mais comuns de ombro são as luxações e as bursites. A primeira, geralmente ocasionada por quedas ou sobrecarga excessiva, se caracteriza por um deslocamento dos ossos articulares, causando dor, inchaço, deformidade articular e perda na capacidade de realizar movimento. Já a bursite é uma lesão ocasionada por uso excessivo de uma articulação, que acaba produzindo irritação por atrito e inflamação das bolsas articulares (bursas). Dor e inchaço são comuns na bursite.

Patologias ósteo-articulares também são responsáveis por dores nos ombros. Artrites, como a artrite reumatóide e a osteoartrite, são exemplos de patologias das mais comuns. Esta última acometendo geralmente ex-desportistas ou praticantes ávidos de esportes.

São inúmeros os fatores que incidem sobre o desconforto da articulação do ombro, esta é uma das queixas mais escutadas dentro da musculação, porém nada mais importante que a atividade física para se prevenir e curar a dor. O acompanhamento e diagnóstico de um médico ortopedista são primordiais para que seu professor de Educação Física possa trabalhar com qualidade o seu benefício.

Não deixe que o ombro lhe atrapalhe e siga em frente!

Rafael de Souza

Anúncios