Para reanimar o blog, estaremos dando início a uma série de artigos sobre um tema recorrente dentro das salas de musculação: Dores no joelho.

Nesta nova fase do blog, dois novos autores estão sendo inclusos no fórum de discussões, tratam-se de Marília Folha e Adolfo Reubens, estudantes de educação física, estagiários da academia One fitness. As devidas apresentações serão feitas em postagens à parte.

Queixas acerca de dores no joelho são recorrentes em todo tipo de esporte, justamente por esta se tratar de uma articulação das mais acometidas por lesões, doenças e sobrecargas de exercícios e peso corporal.

Uma das lesões mais comuns que encontramos são as Condropatias, essas investem contra as cartilagens da articulação e a mais comum é a Condromalácea Patelar, chamada também de síndrome da dor patelo-femural ou “joelho de corredor’.

A condromalácia nada mais é do que uma patologia crônica degenerativa acometendo a cartilagem por trás da patela e as extremidades laterais do fêmur. Geralmente causa dor ou desconforto na porção posterior e ao redor da patela.

A dor pode ser sentida mais caracteristicamente ao ficar sentado com o joelhos muito flexionados, andar ou ao subir e descer  escadas. Crepitações e travamentos também são comuns.

A condromalácea patelar pode se desenvolver por conta de sobre peso corporal, desequilíbrio muscular entre os músculos anteriores da coxa e por conta de uma lateralização patelar que é causada por um ângulo muito elevado entre o osso da perna e o quadril. Esta ultima causa é bem comum em mulheres, por isso o número elevado dos casos no gênero feminino.

A patologia não impede a prática de exercícios físicos, mas exige um acompanhamento mais especializado. É recomendado evitar movimentos e esportes de alto impacto, fortalecer e equilibrar as forças entre os músculos anteriores da coxa e se possível sempre utilizar gelo após os treinos para acelarar a recuperação e evitar possíveis inflamações.

Rafael de Souza e Marilia Folha

Fontes: MACHADO, F. A. e AMORIM, A. A. – Condromalácia patelar: aspectos estruturais, moleculares, morfológicos e biomecânicos
PRANDO, T.G. – Condromalácia patelar: uma intervenção do educador físico

http://pt.wikipedia.org/wiki/Condromal%C3%A1cia_patelar

http://www.wgate.com.br/conteudo/medicinaesaude/fisioterapia/reumato/condromalacia/condromalacia.htm

About these ads